Perguntas Frequentes

Selecione uma das perguntas frequentes abaixo para saber mais sobre como comprar, vender e alugar imóveis. Além disso, comece a pensar em coisas importantes a considerar ao mergulhar em sua busca por imóveis.

Pergunta Sobre Venda

Simm Veja os possiveis motivos:
1. Ausência de manutenção

Este é, sem dúvidas, o item número 1 para a desvalorização de imóveis: falta de manutenção. Muitas vezes, um imóvel que um dia foi belo e bem-cuidado, vai aos poucos se depreciando, por dentro e por fora, por puro descaso.

Para evitar a desvalorização de imóveis por falta de conservação, faça reparações periódicas e acompanhe o estado geral da propriedade, ou solicite que seu cliente tome essas iniciativas, caso seja um corretor. Atentar-se à manutenção é manter seu patrimônio sempre bem cuidado.

2.. Ausência de segurança

Você sabe que a violência, em especial no Brasil, aumenta a cada dia. E, por isso, na hora de comprar ou alugar um imóvel, o fator segurança ganha uma importância essencial para a maioria das pessoas.

Insegurança se refere tanto a um imóvel em um bairro ou região com casos frequentes de assalto, até um apartamento ou condomínio cujo edifício não tenha um sistema de segurança eficiente. Ou então uma casa que é fácil de ser invadida, por exemplo sem muros ou grades, com janelas depreciadas ou entradas desprotegidas.

Quer evitar a desvalorização do seu imóvel por falta de segurança? Invista na proteção da propriedade, instalando alarmes, grades, cercas elétricas ou solicitando ao síndico do prédio ou condomínio melhorias nos serviços de segurança.

Verifique ainda se há vulnerabilidades na propriedade, em especial se se localizar em lugar com alto índice de criminalidade.

3. Problemas com documentação

Em termos de desvalorização de imóveis, documentação incompleta ou que não esteja em dia, ou seja, irregular, é um grande empecilho para qualquer potencial comprador ou locatário minimamente consciente.

Problemas com documentação podem ser uma grande dor de cabeça, ainda mais tendo em vista a burocracia em nosso país. E, certamente, é um dos principais motivos por que acontece a desvalorização de imóveis.

Por outro lado, se você apreciar muito a propriedade, poderá aproveitar o fato de a documentação estar irregular para pagar menos, é claro, arcando com as consequências dessa situação. Informe-se bem sobre quais são as pendências com os documentos antes de fechar o negócio.

4. Falta de garagem

A maior parte dos compradores ou locatários de imóveis preferem uma propriedade que disponha de garagem, seja para um ou mais veículos. Afinal, a taxa de pessoas que possuem algum tipo de veículo no Brasil é alta e, portanto, a possibilidade de que a garagem seja essencial é grande até mesmo na Era dos apps de transporte.

Vale atentar-se ainda para as instalações da garagem. Espaços muito pequenos, muito estreitos, com infiltrações, etc podem acarretar na desvalorização do imóvel.

5. Falta de espaço

É claro que alguns compradores ou locatários não veem problemas em comprar ou, principalmente, alugar uma propriedade com espaços reduzidos. Porém, para boa parte dos compradores ou locatários potenciais, espaços diminutos são um problema, ainda maior quando se trata de uma família com filhos e animais de estimação.

Quartos de tamanho reduzido, espaços conjugados como sala e cozinha, ausência de áreas de lazer colaboram muito para a desvalorização de um imóvel.

Conclusão

A conclusão feita de maneira geral é que as casas mais antigas são mais espaçosas e com terrenos mais espaçosos também, as habitações novas têm melhores padrões de construção e claro, a vantagem de ser nova. A decisão de qual é a melhor e se vale a pena trocar uma casa antiga por uma nova, requer uma análise dos dois imóveis e só assim considerar o que é melhor.

O profissional responsável por intermediar as negociações de locação, compra e venda de um imóvel comercial ou residencial é o corretor de imóveis. … O corretor de imóveis também cuida de toda a parte burocrática e jurídica da transação imobiliária, sendo um profissional essencial nesse processo.

Segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), o tempo médio que os bancos levam para liberar o financiamento de um imóvel é de 40 dias.

Pergunta Sobre Venda de Veiculos Usados

Alguns clientes preferem financiar o seu carro diretamente na sua agência bancária ou em cooperativas de crédito. Nesses casos, em várias instituições, a aprovação é feita por um comitê. Essa análise geralmente acontece em reuniões semanais ou quinzenais, o que pode te levar a uma espera de até 15 dias.

Infelizmente, no mercado de automóveis brasileiro, um carro com um ano de uso pode sofrer uma depreciação de 7% a até 23% do seu valor. Mesmo que você seja um proprietário cuidadoso, há fatores comerciais que definem essa desvalorização.

Menor desvalorização

Tanto no momento em que sai da concessionária quanto nos três primeiros anos, o carro novo tem uma média de 20% de desvalorização. Já os seminovos ou usados não se enquadram nessa perda tão considerável do investimento inicial.

Frequentemente são excelentes moedas de troca e mantém o valor estável nos anos seguintes da aquisição, principalmente os mais populares, como o Celta, da Chevrolet, o Gol, da Volkswagen, ou o Palio, da Fiat.

Parcelas mais em conta

Com o cenário incerto da economia brasileira e também mundial, muita gente se preocupa com os valores das parcelas nos financiamentos de veículos. Ao comprar um carro usado ou seminovo haverá um alívio no seu bolso, com um investimento menor em relação aos 0 km, facilitando as formas e períodos de pagamento.

Documentação barata

Ao contrário do emplacamento de um 0km, que pode chegar a R$1.200 nos custos de regularização, a transferência de um carro usado ou seminovo fica bem mais barata. Atualmente, a média da taxa não chega a R$200 no país.

Negociação aberta

Nos seminovos e usados é possível ainda conquistar descontos mais convidativos em virtude da urgência de venda do proprietário. Na escolha online você conta também com um leque variado de lojas para pesquisar preços, vantagens nas negociações e diferentes formas de pagamento por meio dos vários financiamentos disponíveis.

Menos custo em possíveis reparos

Para quem está começando a dirigir, comprar um carro usado também se diferencia pelo fato da pessoa economizar mais em casos de pequenas colisões ou desgastes ocasionados pela curta experiência junto ao volante.

O valor do IPVA (Imposto para Veículos Automotores) será menor em relação a um 0km, assim como possíveis manutenções nas oficinas mecânicas. Inclusive, é importante você conhecer uma oficina antes de fazer a escolha.

Seguro com valor menor

Além do IPVA, outra economia na compra de um seminovo ou usado é no valor do seguro anual, assim como da franquia em casos de perda total ou furtos e roubos. Isso acontece por conta do preço ser mais em conta. Outras variáveis também fazem diferença, como perfil do condutor, bairro de moradia e se a casa ou apartamento contam com garagem.

Garantia

Como muitas montadoras dão garantias estendidas de até três anos ou mais, é possível comprar um carro seminovo ainda respaldado pela garantia de fábrica destinada ao primeiro comprador. E muitas revendedoras também têm planos próprios, mesmo no caso dos carros usados.

Após observar todas essas vantagens, vale a pena estudar seriamente a possibilidade de você comprar um carro usado ou seminovo nos próximos dias. Faça uma escolha consciente e feche um bom negócio!

Compare listings

Comparar